domingo, 28 de outubro de 2018

Estrela de Natal - Flor de Natal - (Scadoxus multiflorus)


"A flor que anuncia a chegada do Natal"
 
(Porém se você plantar o bulbo em outra época, ele vai iniciar o ciclo a partir da data do plantio - Veja tabela no final desta postagem).

NOME CIENTÍFICO: Scadoxus multiflorus
SINONÍMIA: Haemanthus multiflorus Martyn, Haemanthus tenuiflorus Herb., Haemanthus katharinae.
NOMES POPULARES: Flor-de-natal, lírio-de-natal, estrela-de-natal, lírio-sangu-salmão, coroa-imperial, diadema-real.
CICLO DE VIDA: Anual.
FAMÍLIA: Amaryllidaceae.
ORIGEM: África Tropical.
PROPAGAÇÃO: É feita através da divisão dos bulbos.
PORTE: Pode atingir mais de 40 cm de altura.
FOLHAS: São largas e um pouco onduladas na borda, saem diretamente do bulbo, com 40cm de comprimento.
FLORES:  No final da primavera surge o pendão floral que irá abrir em meados de dezembro, próximo ao Natal, daí o nome da planta.
UTILIZAÇÃO: Indicada para jardins, canteiros, vasos.
LUZ: Pode ser plantada a sol pleno porem resiste melhor se plantada a meia sombra.
TAXONOMIA: Scadoxus multiflorus foi originalmente descrito pelo botânico inglês Thomas Martyn em 1795 como Haemanthus multiflorus. Constantine Samuel Rafinesque moveu Haemanthus multiflorus para seu novo gênero Scadoxus em 1838, dando-lhe seu atual nome binomial Scadoxus multiflorus .  A separação de Scadoxus de Haemanthus foi ignorada pela maioria dos trabalhadores até 1976, quando os dois gêneros foram novamente segregados por Ib Friis e Inger Nordal . Haemanthusas espécies são de distribuição meridional, formam bulbos 
NOTA: Planta considerada tóxica.
Toxicidade e usos
O gênero Scadoxus possui algumas espécies fortemente tóxicas, contendo alcalóides tóxicos letais para animais, como ovelhas e cabras, que pastam nas folhas ou bulbos. Scadoxus multiflorus é tradicionalmente usado em partes da África tropical como um componente de venenos de flecha e venenos de pesca . Também é usado na medicina tradicional, embora na África do Sul menos do que Scadoxus puniceus . 
TABELA PRÁTICA:
Local de Plantio: Sol
Profundidade: 5 cm
Espaçamento: 15 X 15 cm
Período do plantio até o florescimento: 40 a 50 dias
Altura da Flor: 25 a 40 cm
Período de florescimento: 20 a 25 dias
Período do ciclo todo: 180 dias
Retirar o Bulbo da Terra: Não tem necessidade
As folhas saem diretamente do bulbo.
São largas, com 40 cm de comprimento e de 10 a 14 cm de largura.
As flores são bem pequenas, com estames longos, cor laranja-rosado, reunidas em grande umbela tipo cabeça, na ponta de um pecíolo grosso e forte.
Floresce no verão na época do Natal. Pode ser cultivada em todo o país.

Modo de Cultivo
Após a floração esta planta entra em estado vegetativo, para acumular reservas.
No outono em geral perde as folhas, principalmente em regiões onde os invernos são de temperaturas mais baixas.
Na primavera rebrota e inicia o processo de emitir muitas folhas.
O pendão floral surge no final da primavera e abre inteiramente em meados de dezembro.
Pode ser cultivada em canteiros ou vasos.
Há um senão: os canteiros ficarão expostos durante o inverno e primavera, sem ornamentação.
Preparar a terra adicionando adubo animal de curral bem curtido, cerca de 1 kg/m2, composto orgânico de folhas e adubo granulado NPK formulação 10-10-10, cerca de 100 g/m2.
Misturar bem.
As mudas desta bulbosa são comercializadas em bulbos ainda dormentes ou em vasos já desenvolvida e iniciando a floração.
Se plantar os bulbos, não os enterre demasiado, deixe a ponta do bulbo fora da terra.
Regue bem.
Plante um ou mais bulbos e deixe em cultivo protegido até quando notar seu desenvolvimento.

Leve para local com sol pela manhã, evitando o sol forte da tarde.
Regue o substrato frequentemente durante o verão.
Paisagismo
lirio_sangu_salmao_jardim
Em paisagismo esta planta oferece o nosso presente de Natal, a espera pelas suas flores é inevitável e o efeito que causa no jardim de verdes é espetacular.
Se plantar mais de um bulbo ou muda por vaso, poderá escolher um recipiente do tipo bacia ou de boca larga, colocando junto à piscina e área de convívio familiar nesta época do ano.