domingo, 10 de dezembro de 2017

Até quando essa tristeza?


Boa Noite, Deus é um álbum de narrações do Padre Zezinho SCJ lançado originalmente apenas em fita em 1990 e em CD em 2001, juntamente com o primeiro volume Bom Dia, Deus e conta com narra-orações que a pessoa pode usar para o período da noite. É o segundo dos dois volumes de narrações para quando a pessoa acorda e para quando vai dormir.

Ficha técnica
Fita Cassete (1990)
Produtor Fonográfico: Instituto Alberione - COMEP
Direção e Produção: Irmã Maria da Glória Bordeghini, fsp
Texto e Interpretação: Pe. Zezinho SCJ
Trilha Musical: Djalma Wolff Monteiro
Técnicos de Gravação e Mixagem: Getúlio Jr. e Tano
Capa: Irmã Irma Cipriani
Gravado nos Estúdios: COMEP
CD (2001)
Produção Fonográfica: Paulinas-COMEP
Coordenação de Produção: Irmã Maria Thereza Konzen, fsp
Masterização: Ednilson Orsi
Fotos da Capa: Pe. Zezinho SCJ
Gravado e Masterizado nos Estúdios: Paulinas-COMEP
Lista de Faixas[editar | editar código-fonte]

Faixas

1. Quando faço minha prece
2. Deus, eu preciso de tua graça
3. A paz que eu procuro
4. Canção do encontro
5. Canção de êxtase
6. Oração da manhã que nasceu
7. Canção ao Deus que ama o homem
8. Na luz da tua luz
9. Canção ao Deus que me conhece
10. Canção da serenidade
11. Ensina-me a ser povo
12. Quero a graça de querer tua graça
13. Onde está o teu Deus?
14. És possível
15. Companheiro admirável
16. Oração na doença
17. Contra toda a falsidade
18. Oração do anoitecer
19. Canção de gratidão
20. Canção do reencontro
21. Deus é um nome poderoso
22. Até quando essa tristeza?
23. Entre dois caminhos
Capa:


domingo, 26 de março de 2017

Dinâmica Quaresmal - Das cinzas a Pentecostes - Contemplação





Prepare uma talha (pote) em frente ao altar onde os catequistas fazem a oração comunitária. No Altar deve ser entronizado a Palavra de Deus ao lado da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Prepare também 6 envelopes com as palavras da fonte da Alegria para ser colocado, um a um conforme as semanas. Na boca da Talha você coloca o terço. Não coloque muitas flores pois estamos na quaresma.

SEMANAS
FONTES DA ALEGRIA
4.ª Semana
5.ª Semana
ORAÇÃO (AMIZADE COM CRISTO)
Semana Santa
SACRIFÍCIO (DOM DE SI MESMO)


domingo, 19 de março de 2017

Dinâmica Quaresmal - Das cinzas a Pentecostes - Adoração



Prepare uma talha (pote) em frente ao altar onde os catequistas fazem a oração comunitária. No Altar deve ser entronizado a Palavra de Deus ao lado da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Prepare também 6 envelopes com as palavras da fonte da Alegria para ser colocado, um a um conforme as semanas (como iniciamos uma semana depois da quaresma faremos a colocação de 2 envelopes na 1ª semana). Na boca da Talha você coloca o terço. Não coloque muitas flores pois estamos na quaresma.

segunda-feira, 13 de março de 2017

Dinâmica Quaresmal - Das cinzas a Pentecostes - Conversão e Palavra de Deus





Prepare uma talha (pote) em frente ao altar onde os catequistas fazem a oração comunitária. No Altar deve ser entronizado a Palavra de Deus ao lado da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Prepare também 6 envelopes com as palavras da fonte da Alegria para ser colocado, um a um conforme as semanas (como iniciamos uma semana depois da quaresma faremos a colocação de 2 envelopes na 1ª semana). Na boca da Talha você coloca o terço. Não coloque muitas flores pois estamos na quaresma.

sábado, 4 de março de 2017

Dinâmica Quaresmal - Das Cinzas a Pentecostes



 A quaresma é um tempo em que nos reunimos como igreja para fazer um grande Retiro Espiritual. Todos os anos, a catequese da Paróquia São Sebastião de Ipu faz um grande retiro que começa na quaresma e vai até pentecostes. Neste ano dedicado a Nossa Senhora pelos 300 anos de Aparecida não poderia ser diferente.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Dinâmica de Apresentação e acolhida - Me diga o nome


             
Uma das maiores dificuldades das pessoas nos dias de hoje é o conhecimento. Muita gente tem um montão de amigos, principalmente nas redes sociais e não os conhecem realmente como são. Muitas pessoas colocam frases feitas  como mensagens de acolhida sem se preocupar com os verdadeiros sentimentos.  Na vida real as coisas são diferentes. Muitas vezes  vemos as pessoas todos os dias mais não trocamos uma palavra com eles. Na catequese não pôde ser assim. Todos devem se conhecer, chamar sempre pelo nome, de preferencia pelo nome de batismo.
         

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

A teia do Conhecimento

Participantes: + - 20 pessoas.
Objetivo: Apresentação nos grupos; conhecimento mútuo; a importância de cada um assumir a sua parte na vida.
Tempo Estimado: 10 a 15 minutos.

Material: Um rolo (novelo) de fio ou lã. Fotos de cada participante. um isopor. Alfinete ou marcador de mural


Descrição: Dispor os participantes em círculo.
O coordenador toma nas mãos um novelo (rolo, bola) de cordão ou lã. Em seguida prende a ponta do mesmo em um dos dedos de sua mão e diz: "A partir de hoje o que irá nos unir será este novelo de lã".

Pedir para as pessoas prestarem atenção na apresentação que ele fará de si mesmo. Assim, logo após se apresentar brevemente, dizendo quem é, de onde vem, o que faz etc, joga o novelo para uma das pessoas à sua frente.

Está pessoa apanha o novelo e, após enrolar a linha em um dos dedos, irá repetir o que lembra sobre a pessoa que terminou de se apresentar e que lhe atirou o novelo. Após faze-lô, essa segunda pessoa irá se apresentar, dizendo quem é, de onde vem, o que faz etc…

Assim se dará sucessivamente, até que todos do grupo digam seus dados pessoais e se conheçam. O Rolo de lã deverá voltar para o coordenador. Como cada um atirou o novelo adiante, no final haverá no interior do círculo uma verdadeira teia de fios que os une uns aos outros.

Pedir para as pessoas dizerem:

– O que observaram;
– O que sentiram;
– O que significa a teia;
– O que aconteceria se um deles soltasse seu fio etc.

1ª Mensagem: Todos somos importantes na imensa teia que é a vida; ninguém pode ocupar o seu lugar. Você é único; não existe ninguém igual a você. Pense nisso.

Registre como ficou a teia para fazer o cartaz.
Colocar as fotos dos participantes em círculo no isopor  e colocar um alfinete na frente de cada foto e depois tecer a teia e colocar como mural.

Agora é hora de desfazer a teia. Começa novamente pelo coordenador. Ele retorna o novelo para a pessoa que jogou para ele chamando-á pelo nome e acrescentando uma qualidade vista na pessoa, como por exemplo: Rita, você é linda! João seu sorriso é cativante! (Importante: ao receber o rolo de lã deve enrolá-lo novamente para devolvê-lo.)

Quando o novelo chegar ao coordenador, este deve perguntar: " O que irá nos unir a partir de hoje será mesmo este novelo de lã? Esperar as respostas.

2ª Mensagem: O que une as pessoas são os ideais, o conhecimento entre ambos, as afeições e principalmente o AMOR. Este Amor é Deus. O que nos une de verdade é a presença de Deus em nossas vidas que deverá ser constante. A União vem do Amor (que é Deus) que nos une.